Após fase como “12º jogador”, Camilo se vê ao lado de D’Ale para se firmar no Inter

Camilo curte as férias, mas já tem a cabeça em 2018. O meia demonstra um misto de ansiedade e ambição pelo ano que se avizinha. A ideia é fazer o primeiro gol pelo Inter para, enfim, deslanchar e, de quebra, garantir uma vaga entre os titulares para dividir as funções de criação com D’Alessandro.

O jogador de 31 anos chegou ao Beira-Rio em meados de julho. Até por isso, permaneceu mais tempo como alternativa a Guto Ferreira e, posteriormente, Odair Hellmann. Já adaptado ao clube e com a oportunidade de trabalhar junto ao grupo desde o início da temporada, o desejo é se firmar entre os titulares no ano que vem, conforme revelou durante um jogo beneficente em prol de crianças com câncer que promoveu em uma academia na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, no domingo.

– Eu começo agora do zero. Buscava meu espaço na equipe. Joguei quase todas as partidas. Fiz a última como titular. Espero iniciar entre os 11. Foi um período de conhecimento muito grande. A expectativa é ter um grande ano – afirma.

O fato de ter começado no banco de reservas na maioria dos jogos não o impediu de dar sua contribuição ao time na disputa da Série B. Em 20 partidas, deu oito assistências. Só ficou atrás no quesito de D’Alessandro, que deixou os companheiros em 16 oportunidades para marcarem gols. Porém, o capitão participou de 52 compromissos do Colorado. Amparado em tal retrospecto, Camilo espera manter o rendimento e melhorar. Afinal, busca seu primeiro gol pelo Inter.

– Foi legal. Entrava em todos os jogos. Consegui umas oito assistências. Era uma espécie de 12º jogador. Estou na expectativa. Creio que, em 2018, quando marcar o primeiro, virão os outros em sequência – torce.

Nesta luta pela afirmação, o meia nutre outro objetivo: ser parceiro de D’Alessandro no setor de criação. Camilo deixa clara a admiração pela história do companheiro e acredita que a dobradinha dê mais frutos ao Colorado.

– (O D’Ale) Daqui a pouco terá uma estátua. Está há 10 anos no clube. É um líder. Tem um respeito muito grande. Fizemos alguns jogos juntos. Espero ter sequência para mostrar que é possível jogarmos juntos – destacou.

A partir do 2 de janeiro, Camilo começará a colocar seus planos em prática. No dia 18, o Inter estreia pelo Gauchão diante do Veranópolis no Beira-Rio. Quem sabe o meia já não estará como titular? A ver.

Fonte: globo.com