De olho no Internacional, Rithely se irrita com postura da diretoria do Sport, diz agente

Desde 2015, o volante Rithely ilustra boa parte das notícias do Sport por conta do interesse de outros clubes em contar com o seu futebol. Na lista, clubes como Palmeiras, São Paulo, Fluminense, Corinthians, uma equipe chinesa e agora o Atlético-MG e o Internacional. Todas as propostas foram recusadas pelo clube pernambucano, mas ao que parece, a postura na atual negociação com o Colorado foi o suficiente para tirar o jogador do sério. O presidente Arnaldo Barros revelou, nesta sexta-feira, em entrevista ao site oficial do clube, que nem sequer fez uma contra-proposta para os gaúchos. O fato foi confirmado por Tadeu Cruz, um dos empresários do volante, que revelou a chateação do atleta.

– O jogador está descontente com a situação, com o cenário que está criado. Arnaldo (Barros) tinha dado a palavra para ele que se aparecesse algo agora, sentaria para fazer o negócio. Levamos o Altético-MG, uma proposta boa de compra e não aceitaram. Levamos o Inter e não aceitaram. Eu te faço uma proposta, se você não gosta, você faz outra. No Sport não é assim. Dizem não e não fazem contra-proposta.

Representante do jogador nas duas negociações, Tadeu deixa claro que a insatisfação de Rithley passa longe de ser com o Sport como clube e se resume apenas a maneira como as coisas estão acontecendo.

– Ele tem muita gratidão pelo Sport, está no clube há sete anos, sempre jogando. Ele gosta muito e é grato, mas chega uma hora que cansa e precisa mudar de ares. Não é mais o salário que é importante. Ele quer buscar novos desafios e novas conquistas.

A situação de Rithely com o Internacional lembra muito com a conversa que aconteceu no final do ano passado com o Corinthians. O jogador manifestou o interesse em defender o clube paulista, mas o Leão resolveu comprar 50% dos direitos econômicos que pertenciam a um investidor e renovar o contrato dele até 2022.

– Foi montado um projeto aqui e ele abriu mão, no começo do ano, de ir para um time que acabou campeão brasileiro e receber salários maiores. O Sport tinha um projeto de buscar Libertadores que não aconteceu e no fim do ano parecia que ele (Rithely) era o culpado de tudo. Isso também deixou ele chateado e magoado.

Pelo que apurou a reportagem do GloboEsporte.com, a conversa com o Internacional já diminuiu de certa forma que a diretoria do Sport deixou os gaúchos à vontade para emprestarem o volante Anselmo, que seria envolvido na negociação, para outros clubes.

Fonte: globo.com