Inter deve acelerar busca por reforços a partir desta semana

Uma semana após o último jogo oficial na temporada, o Inter ainda não conseguiu engrenar o processo de reforma do seu elenco. O único reforço confirmado até agora é o atacante Roger, que defendeu o Botafogo no Brasileirão. Mas há várias tratativas em andamento, tanto para a saída de jogadores que não estão nos planos do técnico Odair Hellmann quanto para a vinda de novas peças para suprir fragilidades do elenco em 2017. A partir desse final de semana, quando se encerrou oficialmente o calendário nacional, os negócios devem ser acelerados.

Conforme os dirigentes, a cautela nas tratativas e, principalmente, nas observações servem para minimizar a possibilidade de erro, já que os recursos reservados às contratações são escassos. O Inter procura jogadores para praticamente todos os setores do time. Alguns precisam chegar com credenciais para assumir a titularidade, como um zagueiro e um lateral direito.

Da Série B, o Inter deve confirmar as vindas de Gabriel Dias, do Paraná Clube, e do lateral-direito Ruan, do Boa Esporte. Da Argentina, os dirigentes analisam três jogadores que foram destaques do Lanús na Libertadores da América: os atacantes Lauturo Acosta e Alejandro Silva e o volante Iván Marcone.

O primeiro tem contrato com o clube argentino até o meio do próximo ano e poderia buscar uma rescisão agora. O uruguaio Silva, por sua vez, é observado há alguns anos pelo Inter. Seu contrato com o Lanús é válido até 2020 e, para rompê-lo, o Inter teria de fazer um investimento. Essa também é a situação de Marcone, cujo vínculo na Argentina vai até junho de 2019. Outra preocupação é buscar destino para os mais de 20 jogadores que pertencem ao Inter mas retornam de empréstimos. Só eles oneram a folha de pagamento em mais de R$ 2 milhões mensais.

 

Fonte: correio do povo