Inter empresta o terceiro jogador ao Brasil de Pelotas

O Inter emprestou o lateral Artur para as disputas do Campeonato Gaúcho e Série B de 2018. O jogador é o terceiro atleta que o Colorado libera para o Brasil de Pelotas, treinado pelo técnico Clemer. Além do defensor, Alisson Farias e Mossoró já haviam sido cedidos ao Xavante.

Outro atleta que deixou o Inter foi Bertotto. O volante, que chegou a ser comparado com Falcão por parte da imprensa, ficou sem contrato e acabou acertando com o Veranópolis. No clube da Serra, o jogador, de 24 anos, será treinado por Julinho Camargo.

* Confira a lista de jogadores que deixaram o Inter até o momento:

Alisson Farias (Brasil-Pel)

Artur (Brasil de Pelotas)

Alex Santana (Paraná)

Aylon (América-MG)

Alan Ruschel (Chapecoense)

Bertotto (Veranópolis)

Carlos (devolvido ao Atlético-MG)

Carlinhos (sem clube)

Diego (Paraná)

Eduardo (Figueirense)

Gustavo Ferrareis (Figueirense)

Jacsson (CRB)

Junio (Sampaio Corrêa)

Kaike (Sampaio Corrêa)

Léo Ávila (ABC)

Mossoró (Brasil-Pel)

Murilo (ABC)

Vitinho (ABC)

Yan Petter (ABC)

Conselho aprova orçamento 2018 e suplementação orçamentária de R$ 30 milhões

O Conselho Deliberativo do Inter aprovou na noite da última quarta-feira o orçamento “ousado”para 2018. Os conselheiros também confirmaram o pedido da direção para uma suplementação orçamentária de cerca de R$ 30 milhões.

O clube planeja faturar R$ 305,6 milhões líquidos em 2018, o que representaria crescimento de 35,7% em relação ao estimado do ano corrente: R$ 225,1 milhões. A variação deste tamanho é considerada histórica. O orçamento projeta ainda R$ 41 milhões em venda de atletas, em um momento no qual o clube possui poucos jogadores com mercado. William Potker e Rodrigo Dourado são os atletas que podem ser negociados.

“É um resultado importante dentro do processo democrático do clube. Ouvimos questionamentos e ponderações do Conselho Fiscal. Apresentamos ao Conselho Deliberativo de uma forma muito clara e técnica. Foi um debate construtivo, com críticas, sugestões, opiniões. Agora vamos dar continuidade ao trabalho”, afirmou o presidente Marcelo Medeiros sobre a suplementação orçamentária, muito criticada pela oposição por ter sido votada entre o Natal e o Ano Novo, quando muitos conselheiros não estão em Porto Alegre.

Medeiros afirmou que o pedido foi feito no dia 5 de dezembro ao Conselho Fiscal. Segundo o presidente, a data da reunião foi marcada após esclarecimentos da direção ao órgão fiscalizador. “Fomos eleitos para trabalhar de domingo a domingo e de janeiro a janeiro”, declarou o mandatário.