Otimista, presidente do Santos diz que troca de Zeca por Sasha deve ser concluída em até 48 horas

A novela envolvendo o destino de Zeca pode, enfim, acabar nas próximas 48 horas. Ao menos é o que garante o presidente do Santos, José Carlos Peres, que está confiante em um desfecho positivo em uma troca entre o lateral-esquerdo e o atacante Eduardo Sasha com o Internacional.

As conversas entre Peixe e Colorado avançaram nos últimos dias, após uma reunião na última semana, com representantes da equipe gaúcha in loco para tratar do negócio em Santos.

– O negócio com o Internacional está adiantado. Negócio será definitivo. Sasha fica aqui (no Santos) e Zeca vai para lá (para o Inter). Santos ficará com uma parte dos direitos econômicos do jogador. Algo que deve se concretizar entre quarta e quinta desta semana – disse Peres, em entrevista à Rádio Globo.

No molde de negociação debatido, o Inter trata para selar o empréstimo de Zeca até o final de 2019, com a permanência de Eduardo Sasha no Santos pelo mesmo período. O acordo prevê ainda uma espécie de cláusula de vitrine. Ou seja: o Colorado lucra com uma possível venda do lateral-esquerdo e vice-versa.

Entenda o caso Zeca

Zeca foi à Justiça pedir a rescisão do contrato por supostos atrasos no recolhimento do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), o que o Santos nega. Ele conseguiu uma liminar quando o caso chegou ao TST (Tribunal Superior do Trabalho), no fim do ano passado.

O lateral-esquerdo esteve perto de acertar uma transferência para o Girona, da Espanha, mas o negócio não foi concretizado. Ele também conversou com o Flamengo, que desistiu do acerto por entender que há risco de a liminar ser revertida, mesmo caso do Corinthians, que também não prosseguiu com a contratação do atleta , que chegou até a realizar exames médicos no Timão na última semana.

Na Vila Belmiro, a decisão do TST é considerada frágil e há confiança de que ela pode ser revertida em 28 de abril, quando uma audiência será realizada na Justiça do Trabalho de Santos. Se isso acontecer, o clube promete cobrar o valor da rescisão, que é de R$ 50 milhões para clubes do Brasil e de 50 milhões de euros (cerca de R$ 204 milhões) para estrangeiros.

Fonte: globo.com